7 Dicas para Fazer Gestão de Estoque

7 Dicas para Fazer Gestão de Estoque

A gestão de estoque é uma das atividades centrais de qualquer negócio que trabalhe com vendas. Trata-se de um processo intrinsecamente ligado à atividade comercial e aos fluxos financeiros da organização, uma vez que atende ao primeiro e causa profundos impactos no segundo.

Com base nisso, é essencial manter uma gestão organizada e eficiente dos estoques empresariais. Isso assegura o cumprimento daquilo que promete aos clientes, por meio do atendimento da demanda, e permite uma avaliação abrangente de seu impacto sobre toda a operação.

Sendo assim, no artigo de hoje veremos 7 dicas para alcançar resultados melhores em sua gestão de estoque.

Capacite Sua Equipe

Como em toda atividade, a gestão de estoque demandará uma equipe capacitada para sua correta execução. Não basta ter boas ferramentas ou criar regras de negócio robustas, as pessoas sempre terão um peso enorme sobre os resultados alcançados.

Sendo assim, prepare seus colaboradores para desempenhar de maneira adequada de todos os aspectos críticos envolvidos na gestão de estoque. Aspectos logísticos, monitoramento e controle do volume de estoque e noções de layout otimizado são alguns dos fatores que não podem faltar.

Integre Seus Processos

Como já dito, a gestão de estoque possui grande relação com diversas outras atividades desempenhadas no negócio. Se todas elas não estiverem em perfeita sincronia, torna-se extremamente complexo chegar a resultados otimizados. É essencial desenvolver um trabalho integrado de suas operações.

Uma das formas mais conhecidas de chegar a isso é por meio de sistemas de gestão ERP’s. Tratam-se de softwares especialmente projetados para criar fluxos mais consistentes no negócio, possibilitando uma cadeia melhor estruturada e resultados melhores.

Estabeleça Indicadores

Na gestão de estoque os indicadores possuem papel crucial. Eles apresentam de forma concisa e ampla pontos de interesse da operação, possibilitando uma avaliação ágil do desempenho e tomadas de decisão assertivas em curtos espaços de tempo.

Elementos como giro de estoque, acurácia, cobertura de estoque e estoque de segurança são fatores que apresentam extrema facilidade para serem medidos e podem trazer enormes benefícios para um controle eficaz do estoque empresarial.

Automatize Tanto Quanto Possível

A tecnologia é uma grande aliada dos negócios no século XXI, o que não é diferente para a gestão de estoque. Ela possibilita a otimização de uma série de processos que sustentam a organização de diversas formas.

Um dos principais caminhos pelo qual ela faz isso é a automação de atividades. Com a eliminação de elementos manuais ou mesmo com a redução do seu tempo de desenvolvimento, ela reduz riscos, aumenta a confiabilidade das etapas e diminui os desperdícios com tarefas que agregam pouco valor.

Estabeleça a Melhoria Contínua

Processos bons hoje serão ruins em algum tempo. Trata-se de uma máxima empresarial à qual nenhum setor escapa. Sendo assim, não se pode estagnar em nenhuma das atividades desempenhadas, o que inclui a gestão de estoque.

Periodicamente você deve revisitar a forma pela qual seus fluxos foram estabelecidos e se perguntar se esse ainda é o melhor formato possível ou ideal. A partir daí você terá a tranquilidade de estar orientado à melhor prática para o momento vivido por seu negócio.

Possua Altos Padrões para Fornecedores Críticos

Um dos aspectos mais importantes de uma gestão de estoque adequada se refere aos fornecedores da organização. Sem bons parceiros, dificilmente o processo funcionará da maneira esperada.

Você deve realizar um forte trabalho orientado à seleção de fornecedores adequados àquilo que você espera. Além disso, nada de manter relações de exclusividade. Sempre mantenha uma quantidade segura de fornecedores, exceto quando for estritamente necessário.

Invista em Segurança

Nossa última dica se refere à segurança de seu estoque. Não há como prever todas as possibilidades de fatos desagradáveis envolvendo os materiais que você mantém. Incêndios, roubos e desabamentos são alguns exemplos drásticos dos tipos de situações que podem afetar sua empresa de diversas formas.

Dessa forma você deve estar preparado para enfrentar tais situações, evitando que elas ocorram ou, no mínimo, mitigando seus efeitos. Você deve preparar sua equipe para situações assim, desenvolver layouts consistentes para o ambiente e seguir todas as medidas de segurança cabíveis.

Outro fator que pode ser de grande ajuda se refere aos seguros. Eles podem resguardá-lo de um ponto de vista material, reduzindo eventuais prejuízos em caso de uma situação inesperada.

LEIA TAMBÉM

5 Dicas de Como Economizar na Gestão do Seu Negócio

Gestão do capital humano: qual a importância?

10 Dicas Para Otimizar a Sua Empresa

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Uma resposta

Os comentários estão desabilitados.

Veja também: