A geração Y e o mercado de trabalho

A geração Y e o mercado de trabalho

A geração Y é um assunto recorrente já há algum tempo. Uma geração que nasceu com a tecnologia e com a informação nas mãos.

Muito também se fala das dificuldades que alguns líderes enfrentam por não conhecerem o perfil deles e não saberem como lidar com suas novas concepções, inclusive de trabalho.

Mas, do outro lado ouve-se também os millennials, os jovens da geração Y como são chamados, descrevendo suas dificuldades no trabalho, principalmente quando o assunto é convivência com os seus líderes.

Compreender melhor o que esses jovens, chamados de millennials esperam encontrar no ambiente de trabalho e o que você como líder pode fazer para uma convivência profissional, amigável e produtiva é o objetivo do nosso post. Continue lendo!

Conheça o perfil da geração Y

A geração Y é formada pelos nascidos na década de 80, a geração da Internet.

São jovens muito bem informados e sempre atentos às mudanças tecnológicas, tornando-os assim hiperconectados e por isso apresentam algumas mudanças comportamentais: adoram novos e constantes desafios e têm dificuldades com rigidez.

Por entrarem no mercado de trabalho já bem informados, possuem uma personalidade questionadora. Têm dificuldade em acatar uma ordem sem entender o motivo pela qual precisa fazer.

São jovens tidos como impacientes e ansiosos com a questão de excesso de liderança ou direção.

Tanto na vida, como no trabalho desejam e  precisam de espontaneidade, de participar de bons projetos, se interessam em participar de uma comunidade, almejam ter independência financeira, mas acima de tudo querem realização pessoal.

Valorizam acima de tudo o ser, a convivência e a experiência e não o ter.

O profissional da geração Y

Rebecca Ryan, palestrante, economista e futurista, em entrevista contida no livro Millennial Leaders, destaca seis pontos importantíssimos que considera fundamentais para conhecer melhor a personalidade e o perfil do profissional da geração Y.

São eles:

  • Voz – Os millenials querem ser ouvidos, precisam que suas opiniões sejam respeitadas;
  • Participação – A geração Y tem necessidade de fazer parte de algo e este algo tem que ter importância, precisa causar impacto sobre um conjunto: a empresa, as pessoas, o ambiente e a sociedade;
  • Significado – O salário não é fator essencial. Eles procuram por empresas que sejam responsáveis e que tenham iniciativas ecológicas e sociais. Pensam num coletivo.
  • Equilíbrio – São dedicados à empresa que abraçam, mas não deixam de mão a qualidade de vida. Por isso, buscam sempre viver em equilíbrio entre a vida pessoal e profissional.
  • Crescer pessoal e profissionalmente – São jovens que sempre estão abertos e prontos para aprender e aderir às novas tecnologias e novidades, quer como ferramentas de trabalho ou uso pessoal.
  • Reconhecimento – Assim como respeitam, reconhecem e motivam a capacidade individual de cada um, os jovens da geração Y precisam ser reconhecidos pelas suas capacidades e competências, isso os motiva. É como se sempre estivessem à espera de um feedback a respeito das atividades desenvolvidas por eles.

Mercado de Trabalho e a geração Y

O que precisa ser pensado é que os millennials trouxeram mudanças ao mercado de trabalho e essas mudanças não são passageiras, pelo contrário.

Vale dizer que boa parte desses jovens são os colaboradores atuais nas empresas, alguns deles em cargos de liderança e outros como empreendedores.

Destaca-se também que uma boa parte deles compõe uma grande fatia de consumidores, por isso, o seu produto, também deve ser avaliado, inovado e produzido para atender ao perfil deste novo consumidor.

Quebrar barreiras entre gerações não é difícil, requer humildade e gera aprendizado. Se você conta com um jovem da geração Y no seu quadro de colaboradores, olhe ao seu redor, observe o seu colaborador, ouça-o, desafie-o e invista no talento dele.

Questione o que pode ser melhorado dentro da empresa. Peça opiniões de como melhorar serviços e produtos e prepare-se, você pode se surpreender com que o vai ouvir.

Agora se seu líder é um millennial, aproveite a oportunidade de quebrar paradigmas e rever conceitos. A liderança de um millennial se baseia na confiança e respeito mútuo. Aproveite a oportunidade.

Se você gostou do nosso post? Compartilhe com um amigo!

LEIA TAMBÉM:

Use as Mídias Sociais de seus colaboradores a favor da sua empresa

Como Melhorar o Relacionamento Com Clientes Nas Mídias Sociais

Como Divulgar Seu Evento Nas Mídias Sociais

10 dicas para organizar um evento corporativo

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Veja também: