Humanização da comunicação interna: como ajuda na retenção?

Humanização da comunicação interna: como ajuda na retenção?

Há algum tempo, gestores buscam alternativas para tornar o ambiente corporativo mais tranquilo e saudável, e uma das apostas é a humanização da comunicação interna. 

O mercado profissional também é competitivo e, da mesma forma, que existe a preocupação em desenvolver talentos há a de retê-los.

As novas gerações que estão no mercado precisam de estímulo para continuarem nas organizações e fazer isso não é tarefa fácil para os líderes. 

Diante dessa realidade, aplicar uma gestão humanizada faz toda a diferença, já que cada vez mais é preciso observar as pessoas dentro de uma empresa, criando oportunidades de proximidade entre elas.

Uma das ferramentas para isso é a comunicação. 

Continue lendo nosso post e saiba como a humanização da comunicação interna pode ajudar na retenção de talentos dentro da sua empresa.

Sobre a comunicação interna

A comunicação interna corporativa surgiu por volta dos anos 60 e tinha por objetivo a divulgação de informações e novidades relacionadas à empresa para seus colaboradores.

Ela era feita por um profissional exclusivo para esse fim. 

Com o passar do tempo, foi-se compreendendo que, para haver comunicação, era preciso uma troca de informações, ou seja, ter um diálogo. 

Dessa forma, gerentes e líderes reuniam suas equipes para as reuniões de avaliações e para traçar estratégias, onde, geralmente, um falava como a figura do chefe e os demais ouviam por precisar do emprego no momento. 

Essa situação, causada pela cultura tradicional de gestão, geralmente, causava um sentimento de frustração, o que fazia com que muitos profissionais procurassem por outras organizações na tentativa de serem ouvidos e se sentirem mais valorizados.

As novas gerações e a globalização mudaram a forma de conversar dentro de uma empresa.

Hoje os processos são democráticos e diversificados e todos, gestores e colaboradores, aprendem juntos em uma relação mais saudável para todos. 

A humanização da comunicação interna 

Se, de um lado, a globalização mudou os processos de diálogo entre líderes e colaboradores, a tecnologia também chegou na comunicação interna de várias corporações.

Muitos gestores resolvem suas pendências pelo celular, e-mail e outros canais digitais, o que foi deixando-a um tanto quanto desumanizada.

Com certeza, esses equipamentos estão à nossa volta para otimizar alguns processos na rotina de toda empresa, mas não para serem o meio de comunicação interna oficial o tempo todo.

Muitos profissionais já não se reúnem mais, apenas recebem e enviam recados para seus companheiros de trabalho, o que acaba por desmotivar toda uma equipe por falta de estímulo coletivo.

Profissional desmotivado leva à improdutividade e, muito provável, ele vai procurar uma empresa onde tenha vez e voz. 

A humanização da comunicação interna

As reuniões mensais, quinzenais e semanais são essenciais para integrar a equipe de forma humanizada. 

A humanização da comunicação interna está em formar um ambiente descontraído para um café da manhã com os integrantes da equipe seguido de um bate-papo produtivo.

É por meio dessa comunicação interna que os profissionais se sentirão mais motivados e estimulados em relação aos objetivos pessoais, coletivo e da empresa, desenvolvendo mais o espírito de cooperação entre eles, e melhorando todo o processo criativo da equipe a e produtividade.

Como tornar sua comunicação interna mais humanizada

Comunicação humanizada é transmitir a mensagem e passar força positiva e energia restauradora aos ouvintes. 

É ouvir e respeitar o ponto de cada um, usando da empatia e se esforçando na busca da solução de seus problemas. 

É oportunizar que cada um dos membros da equipe fale das suas expectativas e frustrações, onde todos possam ouvir e dar seus feedbacks sobre resultados alcançados ou não, sobre planos futuros, sobre dificuldades nas suas atividades.

Esses são fatores primordiais para reter talentos. 

A oportunidade da conversa faz com que os profissionais se sintam mais engajados entre si, porque o diálogo encurta a distância e ajuda a resolver os problemas que existem entre os membros da equipe e os processos, permitindo uma maior integração e um trabalho com mais sintonia.

A humanização da comunicação interna como forma de reter os talentos deve priorizar a transparência e o entendimento dos valores da empresa para os colaboradores para que eles se sintam integrantes dela, se esforçando para alcançar os propósitos. 

Agora que você sabe como a humanização da comunicação interna pode ajudar na retenção de talentos, que tal ler sobre gestão 3.0?!

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Veja também: