Inteligência artificial: ameaça ao trabalho ou auxílio?

Inteligência artificial: ameaça ao trabalho ou auxílio?

O mundo informatizado não é mais novidade para ninguém, afinal de contas, em todo o lugar ele está presente.

A cada dia nos adaptamos mais a tecnologia e é comum observarmos pessoas nascidas no começo do século XX, com 70, 80 anos ou mais, realizando com tranquilidade saques, pagando contas e verificando informações de suas contas num caixa eletrônico.

O mesmo vale para o uso do celular.

Nos adaptamos facilmente e utilizamos bilhetes eletrônicos para acesso a estações de trem, de metrô e de ônibus.

A inteligência artificial nada mais é do que sistemas de informações computadorizadas e inteligentes que se relacionam com os seres humanos, oferecendo serviços e ajuda.

Sendo ainda mais claro: são programas de computadores desenvolvidos por homens que interagem com as pessoas ou resolvem algum problema de forma automatizada.

Conheça mais a respeito continuando a leitura deste post!

A inteligência artificial no dia a dia

Quando entramos em um loja online e ela indica um produto que é nossa cara e estávamos precisando, é a inteligência artificial aplicada no nosso cotidiano.

Mas, além desta inteligência aplicada ao nosso dia-a-dia, existem outras que estão instaladas nas indústrias, depósitos, bancos e todo tipo de empresa que lida com grandes volumes de produtos e/ou informações ou ainda que precisam de uma gestão mais complexa.

Indústrias enormes gerenciam todos os seus processos com poucos colaboradores, uma vez que softwares desenvolvidos fazem todo o trabalho pesado, prevendo variabilidades, cenários e possíveis problemas.

Isso tudo com precisão, sem paradas para o descanso e sem salários e benefícios.

A inteligência artificial ocupará nosso espaço?

Muitas pessoas acreditam que a tecnologia gera desemprego.

Isso acontece devido ao movimento que ocorreu na época em que as indústrias passaram a contar com equipamentos mecânicos para a confecção dos produtos, ou ainda quando as fazendas agregaram os tratores para arar e colher.

O mesmo pensamento ressurge hoje em relação à inteligência artificial.

Mas, para uma análise mais sensata sobre as ameaças e facilidades que a inteligência artificial trará para o mercado de trabalho, é necessário analisar outros pontos.

As mudanças demográficas e o consumo

O que seria do mundo sem a automação dos processos industriais e sem a tecnologia nos campos e plantações?

Se pararmos para pensar a respeito, vamos concluir que seria o caos.

Como plantar, colher, processar, transportar, armazenar, vender e fazer chegar a comida a toda a gente que vive em nosso país?

O Brasil no ano de 1900 tinha uma população de aproximadamente 17 milhões de habitantes, estamos falando de pouco mais de 100 anos.

Sabemos por meio dos livros e da história que o país passava por problemas seríssimos em termos de carestia e dificuldades, pois não existia emprego para a população e o que era produzido em um determinado local não podia ser transportado com facilidade.

Hoje o Brasil tem cerca de 208 milhões de habitantes, e apesar do momento difícil em que vivemos, o índice de desemprego é tolerável e a cadeia de logística passou a ser muito mais inteligente.

As formas de consumo mudaram e os trabalhadores precisaram se adequar.

Informalidade e mudança no perfil do trabalhador

Muita gente trabalha na informalidade, vendendo produtos ou prestando serviços que permitem a sustentabilidade da família.

Outro tanto está envolvido diretamente na fabricação de produtos automatizados, distribuição, comercialização, transporte, manutenção, suporte técnico e uma série de serviços atrelados a automação de processos antes repetitivos.

Estas últimas são profissões que exigem conhecimento técnico e mão de obra especializada e onde a carência por profissionais é bastante grande.

Ou seja, o índice de desemprego está alto, mas a demanda por profissionais especialistas também é muito grande.

São milhares de vagas para trabalhadores que tenham capacitação para operar, desenvolver, consertar, vender e ajudar os usuários destes equipamentos.

Se um dia a inteligência artificial vir a substituir qualquer dessas funções, certamente esses profissionais serão realocados para outras áreas e se adaptarão, assim como aconteceu na história com a automatização de algumas tarefas.

Investimento no conhecimento

Vivemos um momento crítico, onde as atividades que exigem esforço físico estão sendo substituídas por robôs e onde sistemas sofisticados, alguns deles baseados em inteligência artificial, operam com milhares de clientes ao mesmo tempo via internet.

Por trás de toda esta tecnologia, milhões de profissionais precisam estar a postos para que tudo funcione como deve.

Portanto, não existe ameaça, mas sim uma grande oportunidade para empregos mais qualificados e com melhor remuneração.

Precisa do esforço e da vontade em aprender e conquistá-los.

E você? Já está preparado para essa nova revolução?!

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Veja também: